ABPM NA INTERNET:

Nossos Seguidores

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Pronunciamentos da Audiência Pública da Maçã em 06/10: Pierre Nicolas Pérès

Pierre Nicolas Pérès - Presidente ABPM, pronunciou as maiores necessidades do Segmento da Maçã, convocando aos Parlamentares e demais autoridades ministeriais presentes a tomarem partido dos produtores em cada um dos pleitos debatidos na Audiência. Abaixo áudio do pronunciamento original (04m37s de duração)


Sr. Pierre Nicolas Pérès - "Podemos dizer que a maleicultura moderna nasceu na década de 63, quando as variedades modernas de mudas de maçã vieram da França para serem experimentadas no País e desenvolver o que é hoje a cultura da maçã brasileira. Após muito trabalho, dedicação das pessoas, muita pesquisa em relação as páticas modernas da cultura, método de produtividade e condução de pomar, não se imagina a quantidade de trabalho que foi realizado e a ambição deste povo que acreditou nesta ideia de colocar no País uma cultura, o que até então era considerado feito impossível".

"O fato de ter uma importação da China pode colocar tudo isso em risco. É uma cadeia onde o pequeno produtor está em municípios onde não tem outras alternativas e que a produção da maçã é colocada em risco. Por isso que eu peço aos Deputados que tenham muito cuidado em relação a isso nas negociações que serão feitas com o MAPA - Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento e MDIC - Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, quando serão feitas as tratativas de trocas de importação e exportação com a China". 

"Queremos verificar também com o Ministério da Agricultura, com o qual tivemos uma forte parceria na erradicação da Cydia pomonella, na política da fitossanidade, o que norteia esta política é o a base científica, a transparência e a parte legislativa. O que nós queremos manter com o MAPA, que é muito importante para o produtor, participar das próximas etapas do controle da Cydia, ou seja, manter o setor produtivo e a EMBRAPA dentro de tudo que será decidido para a Cydia. Esta transparência é extremamente importante para ter a confiança e poder conduzir os trabalhos da melhor maneira possível para o futuro".

"Mas não é só a Cydia, nos temos uma praga que entrou no País que é o Cancro europeu. Hoje estamos pagando o preço de uma falha operacional que aconteceu na época que foi interceptada a praga, mas não foi erradicada. Hoje temos um declínio de produtividade, principalmente no Rio Grande do Sul, podendo afetar também Santa Catarina.  Nós temos que saber como manter e controlar esta praga para que o dano não seja maior".

"Eu peço também ao MAPA, que tenha muito cuidado na entrada de novas pragas, e a entrada da maçã chinesa, é perigosa para duas coisas: pode trazer novas pragas e pode acabar economicamente com o setor. Ou seja, são duas coisas distintas e nós temos que trabalhar as duas, não só o lado econômico, mas também o lado da entrada da praga. Então isto é uma coisa que o Ministério precisa ter muito cuidado". 

"O que nós queremos é preservar todas estas conquistas que foram feitas até agora, e nisso a gente pede, muito encarecidamente, a ajuda dos Deputados, do Ministério da Agricultura e das demais organizações para que isso seja possível".


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, estamos aguardando a sua participação. Obrigada!