ABPM NA INTERNET:

Nossos Seguidores

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Pronunciamentos da Audiência Pública da Maçã em 06/10: Moisés Lopes de Albuquerque

Moisés Lopes de Albuquerque - Diretor Executivo ABPM, representando também as Associações Estaduais, compartilhou em números a importância econômica e social do Segmento da Maçã para o Brasil. Abaixo o áudio com pronunciamento completo (duração de 28m55s). 


Moisés Lopes de Albuquerque: "Gostaria de expor rapidamente alguns números que destacam a importância econômica e social do segmento da maçã: 
No Sul do Brasil possuímos 4,321 produtores de maçãs, sendo a grande maioria pertencentes a Agricultura Familiar, e não obstante, são grandes geradores de empregos também. 
Atingimos o ápice da nossa área plantada em 2009 quando passamos levemente a marca dos 39 mil hectares, e a partir de então começamos a ter uma regressão desta área, principalmente devido ao Cancro europeu.
Em termos de produção é uma cultura recente, passando de país importador da década de 60, com apoio memorável da EMBRAPA, EPAGRI, Universidades entre outras, passamos a produzir hoje 1,2 milhões de toneladas elencando o Brasil em 12º no Ranking dos países de maior produção da maçã. 
A capacidade de armazenagem hoje é de 923 mil toneladas, representando um investimento de 2 bilhões de reais."
"A maçã hoje é um produto popular, sendo o terceiro fruto de maior consumo no Brasil, atrás apenas da Banana e da Laranja segundo a Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008/2009. 
O segmento da maçã é de economia frágil pelo alto desembolso do produtor em custos de produção, porém consequentemente o segmento é democratizador de renda. 
O setor injeta muito dinheiro na economia, principalmente em nível de mão de obra, mas também somos grandes consumidores de insumos e consequentemente de tributos. A maçã gera 58,5 mil empregos diretos e outros 136,5 mil empregos indiretos, ou seja, 195 mil empregos." 

"Quanto aos pedidos da ABPM: o setor sofre com relação a ameaças de acordos com a China que produziu só em 2013 cerca de 39,7 milhões de toneladas, o que representa a produção de toda a fruticultura do Brasil. Um possível acordo com a China, ameaça demais a continuidade do segmento da maçã no Brasil. Nosso maior pedido é para que o Brasil não inclua a maçã nas negociações, por meio de rigor nas barreiras fitossanitárias. Se o País decidir permitir a entrada da maçã e pera da China, ele escolheu dizimar a produção nacional"

"Outro pedido de extrema importância é o impedimento da reintrodução da praga Cydia pomonella no Brasil. Devido a importância de investimentos e custos, o empenho das instituições de pesquisas, prefeituras municipais, secretarias de estado, superintendências estaduais da agricultura e dos próprios produtores de maçãs para conquistar o Brasil como área livre, esta é uma conquista gigante que precisa ser preservada a todo o custo. Temos alguns pedidos específicos como a publicação com urgência do plano de contingência da Cydia, a manutenção da Comissão criada para o Plano de Erradicação da Praga, uma ferramenta de apoio fundamental para esta conquista, o estabelecimento de requisitos fitossanitários a todos os países exportadores com rigor suficiente para proteger o produtor desta praga e por último uma política pública de defesa fitossanitária com posicionamento firme quando a detecção da praga na fronteira."

"A Subvenção ao prêmio de Seguro Agrícola foi fundamental para que o pequeno produtor e o produtor familiar pudesse investir na produção de maçãs, tanto isso é verdade que ao observar o ano de 2005, quando a maçã adentrou no programa, as áreas de produção das pequenas cidades produtoras aumentou expressivamente. Pedimos para que as Autoridades aqui presentes nos ajudem a defender a manutenção dos níveis de orçamento de 2014 a ordem de de 51 milhões que permitiu a um conjunto expressivo de produtores assegurarem quase 20 mil hectares de maçã."

Fonte original do áudio: http://imagem.camara.gov.br/internet/audio/Resultado.asp?txtCodigo=54340

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, estamos aguardando a sua participação. Obrigada!